Yoga pose PC.png

urbanista

a vida como ela é

Dos 6 cêntimos aos 600 euros em menos de um mês

Dos 6 cêntimos aos 600 euros em menos de um mês

Parece o slogan de um negócio online para trabalhar a partir de casa mas é uma história real, da vida de alguém que, um dia tinha seis cêntimos na carteira e o mundo inteiro para descobrir. Sofia não tinha um plano, mas soube encontrar, no vazio, uma forma de se auto-superar, reinventando-se para reinventar, também, uma prática tão antiga quanto a história do homem. Depois de encontrar uma forma de se proteger do frio e do calor, o homem quis adornar o seu corpo, pintando-o de forma ritualizada num processo cuja evolução se transformou numa forma de comunicarmos a nossa personalidade, através de tatuagens no corpo.

Conheci a Sofia num contexto diferente, quando tinha um gabinete de estética e me sentei para a manicure. À minha frente, uma mulher linda, com um olhar penetrante, quase intimidante, cabelos longos, verdes e o corpo tatuado, com desenhos que, em conjunto, pareciam contar uma história. A sua história. E foi assim que começámos a conversar, porque, hesitante e envergonhada, reconheci que as suas tatuagens que abstraíam da conversa. Foi, então, que começámos, de facto, a conversar. O seu trabalho era rápido e excelente. Tornei-me cliente, apesar de aparecer sempre em cima da hora, com uma suposta urgência para pintar as unhas. A Sofia sabia que a minha urgência era relativa e só tendo a casa cheia me ignorava. Conversávamos muito, trocávamos muitas ideias e fiquei imensamente triste quando percebi que algo na sua vida não estava bem. Depois, partiu, sem deixar rasto.

Voltei a encontrá-la meses depois no instagram e retomámos a conversa no exacto ponto onde a havíamos deixado. O podcast que hoje vos apresento é o resultado dessa mesma conversa e é, por isso, uma conversa de amigas transformada num episódio que abre a 3ª temporada do podcast urbanista

subscrever

A história da Sofia é uma história de resiliência e inteligência para saber ir ao limite e, daí, recomeçar. Torturada pelo amor, abandonou-se a si própria para poder observar-se, observando o mundo e perceber o que era verdadeiramente importante para si. Concentrou-se nesse novo encontro com a pessoa que realmente é, independentemente do que os outros quiseram fazer de si, dos seus comentários e da pressão que sempre lhe colocaram para corresponder a expectativas que não eram suas mas deles. Dos outros. Um dia, há poucos meses, Sofia tinha 6 cêntimos no bolso, duas cadelas para alimentar e uma vida para reconstruir e, como em tudo na vida, sem esforço e trabalho nada se consegue. Sofia conseguiu. Sofia consegue. Todos os dias. A Sofia de que vos falo é a Sofia Dinis, she is art, a artista de tatuagens mais bonita e sofisticada de Lisboa (do mundo!) que podem conhecer neste episódio e seguir aqui.

O que podemos aprender com esta história?

Três coisas muito simples:

  • Devemos prestar atenção à nossa intuição, ouvir o coração e calar aquela voz interior que nos questiona e duvida das nossas capacidades.

  • Se encontrarmos algo que verdadeiramente nos realize, trabalhamos com tal empenho e paixão que transparece para os outros que, por sua vez, se apaixonam por aquilo que fazemos.

  • Dedicação, dedicação, dedicação pois, sem ela, o trabalho não se desenvolve.




Quanto custa uma experiência?

Quanto custa uma experiência?

O sucesso és tu, não necessariamente tu, uma grande empresa

O sucesso és tu, não necessariamente tu, uma grande empresa

0