Yoga pose PC.png

urbanista

finding your bliss

Livros no cinema e o cinema nos livros: it's a match?

Livros no cinema e o cinema nos livros: it's a match?

Esta semana estreia um filme cuja história se baseia na narrativa de um livro que, por sua vez, é, também ele, sobre livros: a sociedade literária da tarte de casca de batata (The Guernsey Literary & Potato Peel Pie Society) é sobre um clube de leitura no tempo da ocupação nazi no período da II Guerra Mundial. É um bom romance, com bons actores e uma história muito mais consistente e interessante do que o trailer deixa transparecer, com uma razão muito interessante para a designação, no mínimo, curiosa, sobre a sociedade literária da tarte de casca de batata... Faz parte da história do filme e não vou contar... Também por causa desta estreia e porque raramente as adaptações de livros ao cinema são boas surpresas, eu e a Helena decidimos fazer um episódio do #BookCast dedicado a histórias de livros adaptadas ao cinema.

Escolhi duas das minhas preferidas e que são, também, das melhores adaptações da história da relação entre livros e filmes: Gone with the Wind (e Tudo o Vento levou...) e Papillon, duas histórias muito diferentes que resultam em dois filmes muito longos. Talvez por isso sejam consideradas boas adaptações, porque respeitam o livro ao detalhe... Contudo, não sei se será essa a melhor razão para um filme ser uma boa adaptação ao cinema. São realidades diferentes, com uma estrutura narrativa muito própria... por vezes o livro serve apenas de inspiração e, por isso, também escolhemos algumas péssimas adaptações. Especialmente a minha primeira escolha, um filme ao estilo telefilme, de um romance assim-assim, que se relaciona com a minha vida de uma forma muito especial. Vão ter de usar este botão para descobrir que segredos esconde o Banquete do Amor...

A balança é o nosso pior inimigo: 3 truques e 5 ideias para vencer a balança

No reino dos gatekeepers da pop

No reino dos gatekeepers da pop