olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida.

O que nos move?

O que nos move?

Motivação. Motivação. Motivação.

Desde quando passámos a precisar que nos digam o que fazer?

A vida é o que fazemos dela e a H&M percebeu isso mesmo: que a vida de cada uma destas pessoas poderia ser um chorrilho de clichés sobre limitações mas são, na verdade, uma afirmação da diferença e da capacidade de ser diferente.

Tenho alma de surfista mas o medo impede-me de surfar em pé numa prancha. Arrisco-me no bodyboard mas sustenho a respiração quando as vejo com mais de metro e meio. Experimento paddlesurf e sonho com um mar muito azul, daqueles que se vê sempre o fundo, parado como numa lagoa. A isto chama-se medo. Medo de um elemento que não domino. O mar. Se desisto? Não. Se insisto? Menos do que deveria, insistindo onde não conheço limites e onde me sinto bem a desafiar esses limites. Na dança. Na barra de chão. Na exploração de cada centímetro de todos os músculos para os levar a fazer aquilo que quero. Como quero. Sem medos.

Não faltam mensagens motivacionais a circular na rede. Pergunto-me a sua eficácia para pensarmos no que somos e queremos, ou a sua influência para percebermos que, afinal, não somos nada do que realmente queremos. Confuso?

Há uns tempos alguém no Facebook escrevia, sobre esta onda motivacional que as mensagens e imagens que circulam são espectaculares. Só é pena que não paguem contas ou que o padeiro lá da zona aceite trocar pão por uma frase como adventures fill your soul porque precisa mesmo é que lhe encham os bolsos. Ninguém trabalha de graça por muito que seja apaixonado por aquilo que faz. A isso chama-se hobby. O segredo é encontrar uma forma de ganhar dinheiro a fazer aquilo de que se gosta, não sem antes perceber, exactamente, aquilo de que se gosta.

Aquilo que: 

  • nos faz deitar na cama e dormir sem pesadelos ou insónias
  • nos faz ter paciência para aqueles de quem gostamos mesmo quando estamos esgotados
  • não nos deixa com dores de cabeça, cervical ou qualquer outro tipo de dor resultante de tensão
  • nos faz saltar da cama para começar tudo de novo
  • nos faz regressar a casa com o prazer da missão cumprida

O que vos move?

 

Podemos mudar?

Podemos mudar?

Regras para enfrentar a pressão social

Regras para enfrentar a pressão social