olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida.

Red lips. Cool chucks.

Passamos a  vida a correr, entre compromissos com os quais não nos quisemos, à partida, comprometer para ganharmos exactamente o quê?

Muito, pouco ou nada?...

Na maior parte das vezes, pouco. Muitas outras, nada.

Temos agendas demasiado preenchidas com impacto excessivo nos nossos níveis de energia e resistência intelectual. Passamos parte do tempo (livre) cansados e a murmurar que precisamos de férias. É tempo de parar. E pensar. 

Não reflectimos sobre o impacto que esta pressa tem na nossa saúde e no bem estar. Na maior parte dos casos, esta dedicação não tem propriamente razão de ser. Trabalhamos para cumprir objectivos que outros nos impõem e com os quais não nos identificamos. O resultado é desmotivação e stress que acumulamos enquanto nos alimentamos mal - porque não temos tempo ou paciência. Porque estamos cansados evitamos fazer exercício. O vício instala-se. Um círculo vicioso. 

Há dias terminei o livro “The life-changing magic of not giving a f*ck". Aprendi com a Sarah Knight que a vida é feita de prioridades. E que as temos, na maior parte dos dias, totalmente trocadas. A Sarah diz que devemos escolher "joy over annoy" que é o mesmo que dizer que devemos escolher o que nos dá prazer. Quando não temos opção, há que aprender a dar menos importância aos tais f*cks que temos de aceitar.

Pois tenhamos mais alegria e prazer na vida. Usemos baton vermelho e All-Star. Fica a ideia.

A semana começou com muito para dizer e poucas ideias para escrever. Porque aquilo que me apetece dizer não posso contar e, o que posso contar, não devo ainda dizer. Faz sentido? Faz. Daí os All-Star e o vermelho. Porque o vermelho é a cor da paixão, do fogo, da emoção, dinamismo e poder. Leitores deste artigo mantenham-se aí. Não vou continuar a falar de maquilhagem. Nem de sapatos. Hoje escrevo sobre aquilo que nos preocupa a todos, ou seja, a força interior, motivação e todas as palavras que cabem na versão original: empowerment.

As segundas-feiras são o dia mais difícil da semana, especialmente para aqueles que sofrem da depressão de Domingo à noite e passam os dias a sonhar com o fim de semana. Especialmente numa semana que antecipa o Verão e na qual apetece mais deitar na areia quente da praia do que sentar em frente ao computador para trabalhar. 

A lista de afazeres parece ser interminável. Confesso que tenho quase sempre duas listas: a das obrigações e a outra, aquela que me faz sorrir. É a essa que me dedico enquanto escrevo. Os Buraka Som Sistema gritam alto nas colunas do computador porque são das bandas com mais energia que conheço, que me fazem abanar na cadeira enquanto me aumentam a concentração. A semana começou em bom: a aplicação Urbanista está pronta e disponível na App Store. Calma. Está na sua versão 0.0 e, assim que estiver exactamente como eu quero, irei pedir-vos para a instalarem. O logótipo do Urbanista também está quase, e parece que vai ser GIRO. Está no segredo dos Deuses e não posso esperar para ver o resultado final. Paralelamente, um novo projecto do Urbanista está a ganhar corpo e esta semana sai mais um podcast 20's.

Não preciso de mais nada para me motivar. Preciso? Talvez uns lábios vermelhos e uns All-Star nos pés. Baton vermelho? Uma forma muito simples de fazer um boost ao nosso dia-a-dia, mesmo quando não usamos maquilhagem. Uma afirmação da nossa feminilidade. 

São uma espécie de little black dress e, com um vestido preto, eu nunca me comprometo (lembram-se da Ivone Silva?). Por isso, se não há tempo para mais nada, experimentem sair com lábios vermelhos. Adicionamos cor e o mundo sorri. 

Nos pés, esses pobres que sofrem todos os dias com sapatos cheios de estilo que nos impedem de ser verdadeiramente felizes, uns All-Star. Ou outros. Entrámos na estação dos pés à mostra e nada melhor do que uns simples All-Star para enfrentar o mundo. A liberdade numa tendência de moda impossível de ignorar.

Eu sei que já perceberam que batons e All-Star são apenas metáforas para a liberdade que nos falta. Temos de trabalhar. A não ser que vos tenha saído o Euromilhões, esta é a dura realidade. Por isso, nada de depressão durante 5 dias. organizem-se e enfrentem a realidade.

Been there, done that...

Não sei o que raio nos ensinaram porque, desde pequenos que nos incutem ideias sobre o que deve ser o nosso futuro. Estudar para sermos alguém, ter um emprego seguro, comprar uma casa e um carro. Ter filhos. Eventualmente um cão. Vivermos felizes e contentes numa casa que dificilmente será nossa e acenar com a cabeça para dizer sim quando queremos gritar não.

Pois que seja. Com a motivação que cada um conseguir encontrar e definir, acreditando que somos capazes de ultrapassar todos os obstáculos que a vida teima em colocar-nos à frente. Para nos testar. Para se certificar de que conseguimos, de facto, atingir os esses objectivos. 

Por isso, para esta semana, libertem-se. Foquem-se em quem são e no que querem. Dêem o vosso melhor. Aprendam a gostar do trabalho que têm ou arranjem outro. E, quando tudo pode correr mal: red lips and chucks. Funciona quase sempre. Isso e bolo de chocolate. Sem dúvida vão garantir alguma satisfação. E hoje, ainda é Segunda-feira...

Truth is: I'm - we are - always tired, running out of time, rushing. 

Most of us have a non-stop schedule impacting on our energy levels and resistance. Fatigue is part of our daily conversations while we murmur "I need a vacation"...

We don't care but the stress of a hectic schedule does impact on our health and well-being. In addition, most of us are working our asses off for no good reason. Overworking for somebody else's sake will not bring us joy, yet it will bring us stress at work, while we load ourselves up on junk food and we also skip the gym. 

I finished reading Sarah Knight's “The life-changing magic of not giving a f*ck" and I've learned that life is all about prioritising. We should choose "joy over annoy.” When we can't make that choice, we have to learn to give less importance to the f*cks given. 

Rejoice. Wear red lips or cool chucks. That's my motto.

How to update a blog when you have nothing to say? Or rather, what you want to say can't be disclosed yet? Then, you write about red lips. And chucks. This is not a post about make-up. So, guys, keep on reading. Today's post is about empowerment, happiness and Monday's motivation (if there's any, of course). Sunny Lisbon is brighter than ever these last few days and all you feel is that excruciating need to lay down in the sun and do absolutely nothing.  But then, you wake up to reality and that endless to-do list... 

Currently I have two different to-do lists: the mandatory and the glee list. The mandatory has always something unfinished whereas the glee one is an absolute unfinished business that pleasures me everyday. 

Check it out: the week started with a major kick off. Urbanista APP is ready and available on the App Store - slow down, it is still 0.0 version! I'll let you know when the final version is ready for download... Urbanista's new logo is in the making and seems that it will come out very nice. Can't wait to see... A new Urbanista project is work-in-progress and this week we'll share another 20's podcast.

What more motivation do I need to start the week in a good mood? Red lips. And my chucks. 

Red lips are a mood charger and a simple way to change our everyday make-up. Regardless of wearing no make-up at all, red lips are the easy way to make yourself bold.

Red lips are like the little black dress of beauty and when we feel glamorous and feminine, the world can be on our feet. So pamper yourself for a few minutes tomorrow. Add some colour to your face and face the world. It feels amazing!

Besides the lips, add a touch of colour to your day and try sneakers. This is definitely the chucks season and I can tell how relaxed I feel with my red chucks and a blazer. It's the ultimate freedom that fashion trends have enabled us with. 

Of course that I am using the lips and the chucks metaphor for a lighter and brighter life. We have to work and that's, for some, the worst Sunday nightmare, wishing that Monday would never arrive and dreaming about the weekend all week long. I've got news peeps: unless you've won the lottery, you - we - have to work, so you better get your sh*t together and pump up your motivation. 

Since our childhood, we are told that we have to choose a job and stick with it. Be tenacious to succeed, buy a house, have a car and kids. Maybe even a dog. We have been told that we should stick to our mortgage, pay our debts, smile and say yes when all we want is to say is "hell no".

So do it. Get your mind right and work for a high level of personal motivation to win. Set yourself into the "unstoppable" mode to experience the inevitable obstacles in life in a different way to make yourself effective, positive and able to achieve your goals.

Motto for this week: release yourself, ignite your soul and do your best. Learn to love your job or find a new one. If nothing else works, try red lips. Or chucks. They will undoubtedly make your day. After all, it's still Monday...

2 segredos para não contar calorias. How to make calorias don't count?

Lemons? Lemonade.

Lemons? Lemonade.