olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida.

Comer que nem uma besta (.)

Comer que nem uma besta (.)

Agora que aterrei na nova morada, resta-me (resta-nos) arrumar. Sem parar. Isso dá fome. Muita. Mesmo...

Estava eu a fazer uma pequena pausa, entre caixas e caixotes, comendo uma maçã e espreitando o instagram, quando me deparei com esta afirmação.

@ipaulacordeiro

@ipaulacordeiro

Nem mais! Pensei... Ainda bem que estou com a maçã na mão. Fico livre de qualquer sentimento de culpa... #sqn ...

Andamos por aí cheios de coisas e comprimidos para isto, tratamentos para aquilo, o habitual "não consigo emagrecer" e mais não sei o quê. "Farto-me de fazer restrições, passo fome, não sei o que comer"... Ouço estas frases vezes sem conta... Nunca respondo. Não sei o que responder.

Porque, muitas vezes, também eu não sei o que comer. Mas acho que por razões diferentes. E, depois, como mal. Ou que nem uma besta.

Isto não faz bem. Aquilo é processado. O outro tem muitos conservantes. Aquele não tem nutrientes... E leio aquelas coisas sobre a chia, o tofu e as sementes. Gosto disso tudo e gosto da lógica de #cleaneating. Não me custa nada e até sabe melhor. Mas sem restrições. Só com a restrição lógica de evitar o que está provado que nos faz mal. E faz. Noto muito bem a diferença entre uma refeição #healthy e outra, repleta de gordura, sal ou farináceos processados.

Como? A esta hora ainda estou a digerir as fatias de #pizza do almoço. Apetecia-me. Apeteceu-me.  Escolhi, de entre um leque demasiado gordo, pesado e recheado, as mais simples. A uma delas ainda retirei a cebola. Antes de terminar a refeição já me sentia enfartada. Ainda petisquei um #crepe para cortar o sal e a gordura anteriores. Fiquei satisfeita, mas não fiquei bem. Porque saciei a gula, mas não as necessidades nutritivas do meu corpo. Isso nota-se imediatamente. 

Não me importo - e até gosto - de uma refeição fora das regras. Se, e quando, termino satisfeita. Não foi o caso. Por isso, enquanto comia esta maçã, fui escrevendo sobre esta nossa mania de nos ignorarmos e enfardamos o que não devemos. Porque também eu, que ando sempre a pregar para fazermos #healthychoices e, assim, evitarmos dietas restritivas, acabo por cair - não na tentação - mas na estupidez, de comer coisas que, conscientemente, sei que só fazem mal. 

Confessem lá, também são assim?...

O problema não foi o crepe, sempre maravilhoso, da #creperiedasamoreiras, mas a pizza que nem teve direito a fotografia... 

O problema não foi o crepe, sempre maravilhoso, da #creperiedasamoreiras, mas a pizza que nem teve direito a fotografia... 

#urbanistagoesorganic #healthychoices #cleaneating

Gorda fit também é gorda ou chamam-lhe outros nomes?

A gaja é gorda

A gaja é gorda