Paula_C.jpg

olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo e tendências urbanas.

Um bitoque, sff. "Não temos"

Um bitoque, sff. "Não temos"

 

Adoro esta tendência de alimentação saudável que começa a estender-se do centro de Lisboa a Cascais. Só tenho uma dúvida: como é que convenço os miúdos de que estes pratos são mesmo saborosos? 

É que mesmo fazendo escolhas saudáveis, há coisas que rejeitam só de olhar...

http://newintown.pt/article/08-05-2015-uma-esplanada-so-com-comida-saudavel-no-estoril

http://newintown.pt/article/08-05-2015-uma-esplanada-so-com-comida-saudavel-no-estoril

Eu tentei evitar os "bifes e as batatas fritas" mas o mundo está cheio disso...

Contaram-me que  o Organic Caffé, no Estoril tem um conceito muito diferente (e, ao que parece, muito mais realista) em relação à alimentação, aos benefícios versus malefícios de certos alimentos e ao que fazem ao nosso organismo. É uma cozinha que deixa de lado o glúten, os produtos lácteos ou o café, entre outros alimentos com justificações credíveis para o seu não consumo. Um grande gosto à ideia.

Conta a NiT que o "cuidado com a saúde começa logo no couvert" e enumera alguns pratos, como a "corvina com sementes de sésamo e puré de couve flor (...) peito de frango com pesto e arroz integral ou o strogonoff de frango com courgette, quinoa e tomate".

Agora vou ali encher-me de coragem e inventar bons argumentos para a criançada embarcar na ideia de que a quinoa é melhor do que a batata frita. E não me venham com a eterna questão do hábito e mais não sei o quê, que tenho uma lá em casa que é muito selectiva e pouco dada a "hábitos"...

#urbanistagoesorganic #healthychoices #healthyfood #urbanista

A gaja é gorda

A gaja é gorda

Yoga? Não. Melhor. Yoga Suspenso...

Yoga? Não. Melhor. Yoga Suspenso...