olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida.

🎶 urbanista meets sapato para bailar 🎶

🎶 urbanista meets sapato para bailar 🎶

A maior ou, antes, a melhor gratificação desta vida associada ao ensino, não acontece nas aulas. Está sempre fora delas e, especialmente, quando os alunos passam a ex-alunos. 

Tive sempre boas relações com aqueles a quem ensinei alguma coisa. Ao que sei, não costuma haver meio termo. Ou gostam, ou detestam. Depois há os que não sabem. Porque não conhecem. E preferem não gostar. Their loss, costumo dizer a quem me confidencia estas coisas.

O melhor da Universidade acontece fora dela, todos sabemos. Não falo das festas, mas sim das relações que se criam. Ao longo dos anos fui criando várias relações com alguns que são bem mais do que meus ex-alunos, muito embora a maioria continue a tratar-me por Professora. Nada que impeça boas gargalhadas nos mais variados contextos.

Todas estas pessoas são, de facto, importantes para mim. Já o fiz, por inexperiência e insegurança, mas há muito que deixei de debitar conteúdos. O meu único objectivo é conseguir que o grupo que está à minha frente aprenda algo do que posso transmitir e do que tenho para dar. Boa parte não está no programa, embora seja através deste, que atinjo outros objectivos. E, no final de cada aula, há os que falam comigo. Mesmo correndo o risco de levarem com o rótulo de graxistas. Raramente são os que têm as melhores notas. Mas são corajosos. 

Orgulho-me de ter dado pequenos empurrões a muitas destas pessoas. Não me esqueço dos empurrões que também eles me deram, mesmo inconscientemente. Um desses "empurrões" resultou no URBANISTA. Só por isso, o projecto merece respeito. A ideia foi minha. Inflamada, contudo, por uma frase simples, que ficou durante dias a ecoar-me no espírito. Obrigada por, sem saberem, fazerem disparar um novo projecto.

Porque tenho em muitos desses ex-alunos, bons amigos, convidei uma delas (que ninguém se encha de ciúmes...) para dar música ao Urbanista. O projecto é pessoal. Mostra sapatos e dá-nos música. Sempre boa. Não é apenas a música que nos une. Há mais. Por isso, é sempre um prazer almoçar com a Rita. Conversar com a Rita. Admirar os seus pequenos grandes feitos. Que os tem.

Esta semana, a música é nossa. A duas mãos.

Uma selecção que cruza duas idades mas resulta no mesmo: from Angola to Brasil, vamos bailar. Enjoy!!!

#loadsoffun #soundsurbanista #sapatoparabailar

Dançar faz bem a tudo. Cantar, também!

Dançar faz bem a tudo. Cantar, também!

Enganada. Duas vezes, mas...