olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

Fatty Paris. Paris fatty. Ou Fatty in Paris?

Não se pode comer e não engordar em Paris. Assunto arrumado.

Les fromages, les pains au chocolate, le vin, le velouté aux champignons de Paris, les petis pains et les baguettes... Les crêpes, les patisseries et boulangeries. Les bagels... Tudo acompanhado com salada é certo, que lhe dá um certo toque saudável, mas não impede a gordura das principais delícias que me fazem sempre, ter saudades desta cidade mágica. No fundo, é igual a todas as outras, com caos no trânsito, no metro e na rua. Com barulho e veículos que não páram nas passadeiras. Com pseudo franceses que falam mal francês, com franceses que falam tão bem, a ponto de desprezarem quem faz um esforço. Com francesas baixas, feias e gordas e la parisiene que degusta tudo o que descrevi e preenche o nosso imaginário da típica francesa: esguia, despreocupada, impecável, a ponto do seu estilo fazer inveja e ser mundialmente comentado. E copiado. E sim, comem queijo e bebem vinho. Todas as tardes. Só não sei para onde isso vai porque não as vejo a fazer jogging. Será tudo consequência da bicicleta?


#parisgourmet #cyclechic #patisserie

Rock&Dior. Pourqoui pas?!

Tonight (last) night a DJ will save (saved) my life

Tonight (last) night a DJ will save (saved) my life