Paula_C.jpg

olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo e tendências urbanas.

coulda, shoulda, woulda

Hambúrgueres. De carne. Peixe. Vegetarianos. Vale tudo. Pão de centeio. Pão Brioche. Pão de Hambúrguer. Bolo do Caco. Não sei o que aconteceu para o bolo do caco ter sido descoberto tão tarde. Esta pequena maravilha da ilha que só se saboreava atravessando o Atlântico até à Madeira tinha o seu Q de especial. Só havia lá. O sabor era inigualável. A bolo do caco. Um pouco como as lapas... Agora, o bolo do caco serve para tudo. As lapas não. Ainda bem. Serve especialmente para acompanhar hambúrguer. E, se há os que garantem (quase) o sabor original, outros nem por isso.

O bolo do caco quer-se num estranho limbo entre o  estaladiço e o não-estou-torrado-ou-queimado, com a manteiga de alho a derreter, quase - quase - a escorrer pelos dedos. Nunca escorre. O (pouco) miolo do bolo do caco deve ser suficiente para a absorver. Bolo do caco está sempre bem cozido mesmo que não pareça. E tem sempre um sabor (ainda mais) especial se for cozido em forno de lenha. Tenho saudades desse bolo do caco. Tenho comido bolo do caco com tudo. Geralmente não sabe a bolo do caco.

A batata doce também ganhou um súbito protagonismo. Nem sempre positivo porque não é o mesmo do que cozinhar batata e, por isso, tantas vezes se apanham batatas moles. Ou estilo borracha. Porque a batata doce é bastante mais temperamental do que a batata. Foi o caso, apesar do hambúrguer de salmão estar saboroso...

#burger #foodieteller #tasty

Chucks & Co.

Chucks & Co.

Not #Fun. At All.