olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida.

Did U say #pink?

Começar por dizer que a rua se vestiu de cor de rosa é um cliché tão grande quanto o próprio rosa. Porque só parte da rua estava desta cor. Porque uma rua não se veste. Porque o rosa está tão associado ao sonho e ingenuidade feminina que uma rua não poderia ser descrita assim.

A verdade é esta: o Castilho Pink Day é todo ele cor de rosa, tanto quanto a moda e o estilo se podem descrever nas suas diferentes tonalidades. Gosto de rosa. Pink. Shock. Um apontamento de cor num guarda roupa a atirar para o neutro do preto e o monocromático das cores. 

Mas não o rosa romântico e terno. Nem eu gosto nem o #castilhopinkday é assim. É mais uma mistura sensual entre o magenta e o vermelho, daquela que provoca emoções fortes e nos dá a fantasia do amor verdadeiro. Como a criação de João Cavalheiro, a.k.a Styler para este dia no espaço da Urban Art em plena Castilho. 

A arte Urbana saiu à rua e mascarou-se de rosa para nos seduzir. E eu, fui na onda.

Há uns dias escrevi sobre arte urbana. Na altura pensava no que poderia levar da rua para uma das paredes da casa nova (ver mais sobre casas e mudanças). Hoje, a decisão entrou-me pelos olhos dentro e não tenho dúvidas de que uma parede - ou parte dela - se vai encher de cor. de rosa, naturalmente!

Brincar. É um direito!

Bon chic, bon genre?...