olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

sexy in the cold

sexy in the cold

A maioria acha que não, mas sim, podemos ser sexy com camadas de roupa. A analogia não é perfeita mas, da mesma forma que um corpo nu desvenda tudo, também um corpo tapado pode deixar um homem em brasa. 

O frio instalou-se há mais de dois meses e, ao contrário do que é habitual em Lisboa. O que apetece é estar confortável e quente. Não são sinónimos de coerência e estilo. Já passou o dia dos namorados e imagino a ginástica que terá sido para puxar pela sensualidade num ambiente tão hostil.  

Sexy e sensualidade têm mais a ver com atitude do que com a roupa. Quantas vezes olhamos para mulheres ou homens que não são fisicamente bonitos mas emanam charme e sensualidade? É atitude. No caso da roupa, a palavra chave é harmonia: de peças, cores e tecidos. O meu guarda roupa é bastante monocromático, com uma base de neutros que me faz escapar a combinações ou sobreposições a dar para o desastroso. Na pior das hipóteses estou toda de negro. Da cabeça aos pés. Negro pode ser tudo o que quisermos. Mas não exageremos. No caso de estarmos mais tempo no exterior e se a peça fundamental, por ser a mais quente, é negra, podemos iluminar o look com o cachecol, sapatos e/ou carteira. Se vamos estar em ambiente relativamente aquecido, a concentração será na peça que fica visível todo o dia. E se fomos a correr aos saldos e só conseguimos um casacão de lã laranja, então a base de cores terá de ser quente ou neutra, assumindo-se como o ponto de cor. Com negro realça demasiado as duas cores, bastante contrastantes. Um detalhe de cor resulta sempre melhor do que a conjugação de várias cores (ou tons, dentro da mesma cor). Ou do que a preguiça de usar preto com tudo. O mesmo se aplica aos padrões (riscas, bolas ou animais).

Nas pernas, ou calças de polipele - aquela coisa que parece cabedal mas não é - ou collants microfibra com um mínimo de 100 den. Também há com uma felpa no interior. São quentes, mas não deixam a perna tão bem definida.

Para a maioria, o problema são os pés. Para mim também. Conforto e sensualidade nos pés não andam de mão dadas, mas há soluções originais que podem fazer que os pés sejam uma agradável fonte de sedução. Os ténis vieram para ficar (thank you GOD). São quentes e confortáveis. Dependendo da circunstância podem ser o detalhe surpreendente num ambiente formal (mas não demasiado). Há soluções interessantes para combinar ténis com vestidos, calça cigarrette ou de corte masculino e um sobretudo ou casacão glamoroso que anula qualquer hipótese de um look desmazelado ou de fim de semana. As botas  e botins permitem usar dois pares de meias, recorrendo à saia curta para mostrar as pernas, que aparecem discretamente por baixo de um sobretudo comprido. Se as botas forem de cano e salto alto, metade do trabalho está feito: poder, elegância e altura. Três ingredientes para qualquer mulher se sentir sexy.

E se chover?  Galocha é tudo menos sexy...

#sexy #cold # fashion

As imagens são do Stockholm Streetstyle. Se elas conseguem, nós também.

the whining wine

to vegan or not to be