olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

Com meias ou sem meias

Com meias ou sem meias

Não restam dúvidas. Esta é a questão que se impõe:

"The million-dollar fashion question (...) the date from which it is socially acceptable to wear black opaques".

Gosto de os usar, mas significam Inverno. Puro e duro.

Adoro o Verão. As sandálias pretas de salto alto, verniz vermelho bem pincelado nas unhas dos pés, calções de todas as cores, formas e feitios. Confesso, contudo, que saias muito curtas, no Verão, só mesmo na praia. Já no Inverno, com collants pretas, são um must.

Como a senhora, "I wear black tights, when it gets really cold". Nos outros dias, para vestidos demasiado curtos, leggings e sabrinas. 

O tema é tão blasé que ainda me questiono sobre a sua pertinência numa publicação como o The Guardian. Na verdade, a questão não são os collants pretos opacos, mas a diferença entre mulheres que aguentam circular sem meias nas pernas durante o Inverno e as outras, os seres supostamente normais, cuja pele se transforma na famosa pele de galinha à mais leve brisa. 

Nunca senti frio nas pernas. Ou talvez tenha sentido, mas é algo que nunca me incomodou. Lembro-me dos tempos do liceu, com menos de 10 graus às 8 da manhã, quando chegava à porta da escola de saia e meias até ao joelho. Não gozem. Houve um período histórico da moda em Portugal em que as meias até ao joelho foram qualquer coisa... Existiam umas, terríveis de aguentar, porque escorregavam como tudo, que ultrapassavam o joelho. Eram meias altas que nos tapavam as pernas até ao limite da saia, que se queria uns delicados centímetros acima das meias. Mas ninguém as aguentava e havia, até, quem colocasse uns elásticos, na dobra da meia, para que estas se mantivessem estoicamente acima do joelho sem escorregarem perna abaixo ao menor movimento. Eram tempos de saias de bombazina em cores vibrantes, tempos em que olhava, ao longe, as miúdas mais velhas do liceu, alunas de 12º ano, com as suas meias altas e batom vermelho nos lábios. Não queria ser igual, mas as meias eram as mesmas.

Talvez por isto o frio nas pernas seja, para mim, algo suportável. Talvez por isto goste genuinamente de usar sabrinas sem meias em pleno Inverno sem que o frio me incomode. Mas não dispenso umas collants pretas totalmente opacas com um vestido curto e, na maior parte do tempo, desejo secretamente que chegue o Inverno para não arriscar sair à rua naquela estranha figura em que as collants pretas são uma verdadeira aberração... Porque outra aberração é sair de vestido, ou saia, sem collants. Eu não acho, mas os olhares petrificam as pernas. Também por isto, ao contrário da Jess, nada morre em mim quando seguro as collants pretas opacas para as usar. E, ao contrário dos unicórnios que descreve, não é preciso muito para usar sabrinas sem meias durante os meses mais frios, especialmente se estivermos numa cidade como Lisboa.

Porque sabrinas com collants,  mini-meia de micro-fibra ou as famosas meias de vidro é que não. Isso não.

#fashion #blackthighs #winter

 

Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço.

Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço.

Escrever