olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

A Lisboa que não conhecemos

A Lisboa que não conhecemos

O Terramoto de 1755 faz parte do nosso imaginário, bem como a sombra da ameaça de uma repetição... Todos nos conhecemos imagens desse tempo e alguns projetos pensados para Lisboa. Sobretudo para o Terreiro do Paço. É com imagens de projetos semelhantes que somos convidados a conhecer algumas ideias que, ao longo do tempo, foram projectadas para Lisboa, mas que nunca saíram do papel, na exposição "a Lisboa que teria sido", no Museu da Cidade.

Projecto Elipse: reconversão urbana do estaleiro Margueira-Almada ©Luis Machado

Projecto Elipse: reconversão urbana do estaleiro Margueira-Almada ©Luis Machado

Amamos Lisboa tal como a conhecemos, sobre isso não há dúvida. Com os seus edifícios clássicos, os mais contemporâneos e a inexplicável harmonia entre as suas diferenças.

Av. Aérea de Lisboa (viaduto de São Pedro de Alcântara) ©Luis Machado

Av. Aérea de Lisboa (viaduto de São Pedro de Alcântara) ©Luis Machado

Contudo, como seria lisboa com um túnel que ligava os Restauradores à Avenida Almirante Reis, um arco do triunfo a fechar a Avenida da Liberdade ou um parque Eduardo VII com uma geometria diferente da que conhecemos?

Parque da Liberdade, 1889 (Parque Eduardo VII a partir de 1903) ©Luis Machado

Parque da Liberdade, 1889 (Parque Eduardo VII a partir de 1903) ©Luis Machado

Estamos no Pavilhão Preto do Museu da Cidade, na exposição “a Lisboa que teria sido”. Tornar Lisboa mais monumental e palco das sucessivas novidades da arquitetura e do urbanismo foi o objetivo da maioria das propostas idealizadas. Na sua diversidade e datas tão distantes, o que os liga é o desejo de monumentalizar e modernizar a capital.

Projecto para o términos duma avenida ©Luis Machado

Projecto para o términos duma avenida ©Luis Machado

São projetos que alterariam a mobilidade na cidade, mas sobretudo a imagem. Como um viaduto a ligar o miradouro de S. Pedro de Alcântara à Graça, passados pelo Campo dos Mártires da Pátria. O objetivo seria vencer as colinas, mas deixaríamos de ter a vista deslumbrante de Lisboa dos miradouros de S. Pedro de Alcântara ou da Graça.

Éden teatro, Cassiano Branco ©Luis Machado

Éden teatro, Cassiano Branco ©Luis Machado

É impossível visitar o passado sem pensar no futuro. Que obras e que mudanças virão por aí? Como será a Lisboa do futuro? Esta exposição lava-nos ao passado e, sem dúvida, faz-nos pensar sobre o futuro.

Luis Machado e Paula Cordeiro
Vestido às flores

Vestido às flores

Menina não entra

Menina não entra