olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

Porto, a melhor entre as melhores

Porto, a melhor entre as melhores

O que dizer de uma cidade que não é a nossa, mas que sentimos que é, também, como se fosse? Mesmo com Lisboa no coração, tenho muita facilidade em sentir que outros locais são, também, parte de mim. A cidade do Porto é um desses locais.

O sentimento não é de agora nem tem a ver com estas modernices associadas ao cluster das indústrias criativas ou ao investimento para tornar o Porto mais trendy e turístico.

Tudo começou há muito tempo, quando passeei na cidade como se fosse minha, conhecendo os cantos à casa e vivendo como os locais, mesmo sendo apenas uma visita. Tinha 17 anos e o Porto invadiu-me com a força que só os grandes amores podem ter, sentindo as saudades associadas à saudade que temos daqueles que nos são muito queridos. Nesta idade, e naquele tempo, havia longe e distância, e as cartas que troquei com a minha melhor amiga, quando se mudou para o Porto, são disso um bom exemplo. As visitas não se faziam via skype e as conversas eram adiadas para acontecerem noite dentro, enroladas em mantas no quarto que era o nosso reduto, o esconderijo de aventuras adolescentes que só acontecem naquela idade.

Passeávamos pela cidade como turistas comparando-a a Lisboa. Como se houvesse comparação... Depois ela voltou e ficaram as memórias dos dias na Foz, dos passeios em Serralves a discutir grandes paixões, das visitas às lojas em Santa Catarina ou do galão que bebíamos na zona dos Clérigos, enquanto nos fingíamos adultas. Por isso o Porto me foi sempre querido. Talvez por isso cada visita ao Porto tivesse sempre alguma relação com estes detalhes perdidos no tempo.

Regressei no final do ano passado após um longo intervalo nas visitas para me re-apaixonar, em sentidos diferentes e actualizados, com aquele que é o meu grande parceiro de descobertas urbanas. Por isto, o Porto é sempre especial e merece ser descoberto - ou (re)descoberto todos os dias...

Porquê esta melancolia, porquê hoje? 

Porque reconhecidamente o Porto é uma cidade para estar e ficar. Foi também escolhida como Best European Destination 2017, numa votação online que incluiu vinte cidades diferentes

 

"linda sem make up"

"linda sem make up"

Back to the 90's

Back to the 90's