olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

5k

5k

Primeiro, a hesitação e a vontade de afirmar um statement. Depois, a decisão. Finalmente a concretização.

Há pouco tempo o urbanista fez um ano. Deveria ter feito uma festa? Hoje, chegou aos 5000 seguidores no facebook. Dia de festa?

Talvez.

O Urbanista teve (tem?) avanços e recuos. Com todo respeito, nunca o quis semelhante aos blogues de lifestyle mais populares. Porque sempre soube que não conseguiria acompanhar o ritmo das suas produções fotográficas e relação com as marcas.

There's much more to it.

Escrever, encontrar exemplos de auto-motivação, denunciar o preconceito... Foi sempre a urgência de escrever, de contar e partilhar que motivou o urbanista. Mas também, a necessidade de provar que um determinado modelo multimédia e interactivo faria sentido. Tenho as munições, faltam-me as armas para dominar um contexto que muitos teimam em ignorar. Descobri rapidamente que é quando sou eu, quando prevalece a minha opinião e modo de ver o mundo, que as pessoas correspondem. Portanto, há público. 

Não são melhores, as coisas que não conseguimos decifrar à primeira?

Não é, por isso, um projecto de lifestyle. Será, quanto muito, o meu lifestyle, que gira em torno do que vejo, oiço e sinto, dessa capacidade que teimam em querer-nos tirar, de pensar.

Todos os projectos evoluem. Ou devem evoluir. Este tem evoluído, com a natural redefinição que acontece de forma extremamente rápida, acompanhando a velocidade da minha própria redefinição. As hashtags vão continuar a dominar, assim como as estórias: auto-confiança e preconceito, questionando as categorias que nos querem impor. Agora, disponível também na App Store.

As mulheres sempre em primeiro plano, a desigualdade e crítica social de que são alvo, numa tentativa de mostrar ao Mundo e, especialmente, às mulheres, que a vida é melhor com uma auto estima de ferro e um amor próprio inabalável. Estórias do corpo - o meu e o vosso -, de pessoas e vidas reais, porque muitas vezes só precisamos de um exemplo para entender a mudança.

Tudo começou no Dia Internacional da Liberdade e essa será sempre a marca d'água do Urbanista. Porque também é de liberdade que aqui se fala, em formatos que permitem ler, ouvir e partilhar. Sempre apontando baterias à liberdade de sermos quem somos, de pensamento, de expressão. Seja ela qual for.

#NOTnice

#NOTnice

old is the new new

old is the new new