olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

A nossa família é maior do que pensamos: the DNA journey

A nossa família é maior do que pensamos: the DNA journey

Começamos a semana com as palavras e o vídeo enviado pela "urbanista" Sofia Venâncio:

"Este vídeo da Momondo acerta na mouche. Segue a lógica de muitos artigos do Urbanista. Afinal, somos todos primos!"

Na verdade, é mais ou menos assim, embora pensemos que não. Já vos aconteceu, certamente, olhar para alguém e pensar que essa pessoa é muito diferente de nós... Pelo tom de pele, por causa do cabelo ou fisionomia. Podem estar agora, neste momento, a pensar que não mas, na verdade, somos todos um bocadinho assim.

A experiência da Momondo, um motor de busca de viagens independente e gratuito mostra que, apesar da diversidade, estamos todos ligados por laços genéticos que ignoramos. A iniciativa #letsopenourworld mostra isso mesmo, que temos mais em comum com pessoas de outras nacionalidades do que pensamos. Por isso, da próxima vez que olharmos para alguém, pensando que nada tem em comum connosco, é melhor recordar esta experiência... Experimentem ver o vídeo. É impossível não nos sentirmos mais próximos do mundo que, afinal, é mais pequeno do que parece.

Monday morning's are open to every Urbanista reader. Just send me a link to an article, imgae or vídeo and I'm glad to share it, helping you to be part of this amazing community of readers. Today's post is about Momondo's experiment. Momondo's is an independent and free travel browser that decided to show us the things that supposedly divide us. After all, we have much more in common than we think. Check the video about this #letsopenourworld to see how a DNA journey can be surprisingly fun. Let's Open Our Wold is an experiment with 67 people from all over the world to take a DNA test. It turns out they have much more in common with other nationalities than they would ever thought...

Preguiça? Coffeeshop.

Preguiça? Coffeeshop.

Estilo depois dos 50? Yes they can!

Estilo depois dos 50? Yes they can!