olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida.

Whatever the f*ck we want

Whatever the f*ck we want

Há tradução para a língua portuguesa mas não tem metade do impacto da sua versão em inglês. De facto, que roupas deve usar uma mulher acima dos 30 anos?

O que lhe apetecer(.) 

Defendo essa ideia há muito tempo, ainda que também defenda que deve, cada uma de nós, ter um sentido de auto-critica apurado e um espelho de corpo inteiro. Devemos também olharmo-nos ao espelho antes de sair. Retirar um acessório e, na incerteza, usar preto. 

De resto, cada uma que faça o que bem entender. Porque aos 20 os 30 parecem distantes e os 40 uma espécie de 3ª idade prematura. Na verdade, aos 20 não sabemos nada e achamos que sabemos tudo. Não somos - nunca seremos - donas da verdade. Se pensamos que sim, estamos, então, mais distantes do conceito do que alguma vez possamos pensar. Porque a verdade reconhece-se e conquista-se com a idade, que também oferece aquela espécie de sabedoria que nos impede os erros dos 20. Na verdade, aos 40 somos capazes de ter a mesma energia dos 20, usando-a de forma mais inteligente e produtiva. Por isso, qualquer comentário do alto dos vinte e tal anos sobre o que deve uma trintona usar não só não faz sentido, como é totalmente despropositado. Da mesma forma, os 30 passam tão depressa que, ao virar da esquina já estamos nos entas e outras (supostas) regras se impõem. Na verdade, a única que se impõe é a do estilo. Aquele que falta a muitas mulheres nos seus 20 anos quando comentem atrocidades visuais que farão parte dos seus tesourinhos deprimentes. Para sempre. Todos temos os nossos, devidamente guardados. A diferença é guardar os tesourinhos que representaram uma época ou ser um tesourinho que atravessa épocas. Quando a isso, pouco ou nada a fazer. Mas não inventem regras que, na verdade, não existem. E acabem de vez com este escrutínio de uma mulher sobre as outras mulheres. Não nos fica bem.

A razão de ser do desabafo? Um texto publicado aqui por alguém cuja idade desconheço mas que está a inflamar muitas bloggers ao definir o que mulheres de 30 anos não devem vestir e cuja reacção de uma blogger curvilínea me fez sorrir, comentar e partilhar o seu texto.  As imagens forma escolhidas pela autora do Warning Curves Ahead e mostram o óbvio: o estilo não tem cor, tamanho ou idade.

It was my first time around this blog but I'm already a fan. It's called warning curves ahead and even if I don't know the writer I like the fact that she is proud not to be the average skinny girl posting about lifestyle. Way to go! She's got an opinion! Besides, she is authentic and honest, following the same mantra as I do: no sugar-coated reviews while she offers the readers information, inspiration and opinions. I'm not the pin-up-retro-fashion kind of girl but she got me with this post:

24 things women over 30 should wear

to sum it up, this is the general idea:

Whatever the f*ck they want(.)

Accompanied by a myriad of amazing pictures showing that style is ageless, and has nothing to do with body shape or skin tone.

 

 

 

Ser feminista é:

Ser feminista é:

idiots will be idiots

idiots will be idiots