olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida.

Make up? Free

Make up? Free

O movimento é aparentemente silencioso, mas concertado e cada vez mais consolidado. Segue no sentido da autonomia de decisão, da capacidade de auto-gestão, da consciência pessoal e da libertação em relação a padrões típicos do século XIX, que não têm lugar no século XXI.

IMG_1809.JPG

Drew Barrymore, Gwyneth Paltrow, Cameron Diaz, Nicole Richie. Alicia Keys. Mila Kunis. Adele. Hillary Clinton e tantas como nós, fora dos holofotes, que decidiram avançar sem medo de olhar para trás, usando mais vezes sapatos verdadeiramente confortáveis, roupas que nos fazem felizes e um rosto sem maquilhagem.

Make up free.

O que não quer dizer que vamos sair à rua acabadas de acordar (embora o possamos fazer e ninguém tem nada a ver com isso) mas, simplesmente, que nos libertamos da pressão social em torno do aspecto feminino. É um processo nosso, muito íntimo, da forma como nos relacionamos com o que estamos a ver ao espelho e como desenvolvemos uma maior auto-confiança para enfrentar o mundo. O padrão é o nosso e nenhum outro nos deverá ser imposto. Com ou sem make up, temos de nos sentir bem para estarmos bem. Quanto mais clean and simple, melhor. 

 

 

Curves ahead

#rauuuuuu

#rauuuuuu