olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

3 segredos para ACABAR com a celulite

3 segredos para ACABAR com a celulite

É oficial: chegou o Verão. Os corpos destapados, flamingos e fatias insufláveis de melancia nas piscinas. Já estiveram mais de 35 graus em Lisboa. Apetece praia e o instagram enche-se de imagens de biquinis e fatos de banho. Nós só queremos um corpo a condizer: a pele morena, as mamas no sítio e de tamanho ideal, a barriga lisa e o rabo perfeito, como se as fotografias que se publicam no instagram fossem um qualquer instastories (não) editável. O que dizer das fotografias que nos fazem sentir o patinho feio do instagram? Nada. Ignorar as marcas que nos fazem acreditar que estrias ou celulite não acontecem. A maior parte de nós, vive com elas... 

A celulite é um deposito de gordura e um tecido fibroso que torna a pele irregular. Nádegas e coxas são as zonas mais atacadas e o nosso rabo - esse onde estão sentadas - é o que sofre mais. A culpa disto tudo está lá atrás no Paleolítico quando era (mesmo) preciso armazenar gordura. O nosso corpo não se adaptou aos novos tempos. Se a isso juntarmos hábitos de vida que contrariam aquilo de que a celulite mais precisa, somos bombas relógio. Ou rabos com celulite.

Mais do que mules, odeio celulite. Se tivesse de andar de mules para não ter celulite, andava. E odeio a celulite porque a batalha é inglória. Consta que a influência genética é muito forte mas a minha mãe não tem celulite. E consta, também, que a má circulação sanguínea é responsável, juntamente com excesso de estrogéneos. Não sei. Mas sei que, se é gordura, então aquilo que comemos tem muita influência. Não adianta fazer dieta mas vale a pena mudar a nossa alimentação. Garanto!

Qualquer alimento que contribua para inflamar o organismo deve ser eliminado. Procurem mais aqui porque este é um artigo de ódio à celulite para a qual o tabaco, sedentarismo e stress em muito contribuem. Não fumo e pratico exercício. A culpa só pode ser do stress. Também vou dando cabo dele na medida do possível e sabem?... No período de um ano, ou seja, do Verão de 2016 para o dia de hoje, estou melhor. Muito melhor. A ponto das imagens que se seguem poderem ser consideradas ofensivas. Na verdade, continuo a ter celulite no rabo. Mas não se nota. Ou quase não se nota. Detesto aquele aspecto esquisito da celulite e durante muito tempo fiz de conta que...  I don't give a sh*t. Mas sempre dei. E não me fotografava de costas.

Como as grandes descobertas, também está aconteceu por acaso. Sempre tentei fazer o possível para a combater e cedo decidi que não seria  escrava desta infeliz. Mas era: massagens; tratamentos; cremes... O processo que todas conhecem... Até que, um dia, mudei bastante a minha alimentação cortando, por exemplo:

  • carnes frias
  • leite
  • bolachas
  • aperitivos e batatas fritas
  • gomas
  • cereais e barritas  
  • sumos de fruta de pacote  
  • águas com sabores
  • gelados  

Em resumo, eliminei qualquer alimento que contenha conservantes, intensificadores de sabor, farinhas, óleos ou açúcar refinado. Introduzi mais legumes, mais fruta, farinhas integrais e limitei o doce ao açúcar natural dos alimentos. O exercício que já conhecem e nada de comprimidos ou aquelas misturas para drenar. Tudo natural. E resultou.

A famosa combinação alimentação - água - exercício resulta. Mas, se antes não resultava para mim, qual foi a grande diferença? A diferença está no que eu não como! (próximo episódio...)

A pergunta certa não é "o que eu como" mas o que "eu não como"

A pergunta certa não é "o que eu como" mas o que "eu não como"

Não processado: o que é isso?

Não processado: o que é isso?