olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

Comida: nem tudo é bom...

Comida: nem tudo é bom...

Há dias uma amiga perguntava-me sobre as minhas opções alimentares. Hoje, um amigo invejava os sumos de fruta coloridos que publico no instagram e outra amiga disse-me que estava mais magra. Tudo se resume a uma palavra: alimentação. 

Nem sempre comi bem e, ainda agora, estou longe de fazer uma alimentação perto de perfeita do ponto de vista do que é natural e saudável. Não sou fundamentalista nem sigo nenhum regime alimentar em particular. Mas tento comer da forma mais natural possível e manter-me informada. Se é um regime alimentar, então será o que evita tudo o que é processado, refinado, saturado.

Não são raras as vezes que, durante uma refeição, explico a amigos o que estão, na verdade, a comer. Arrepiam-se. Umas vezes colocam de lado, outras vão comendo sem grande satisfação. Não me divirto a ser desmancha prazeres mas a indústria alimentar está a minar a nossa saúde com base numa lógica de lucro e facilitismo. Tornámo-nos preguiçosos. Não queremos saber. Aquilo que antes era perfeitamente normal, tornou-se invulgar. Molhos pré preparados para tudo, natas em excesso para facilitar, caldos disto, pacotes daquilo...

Façam uma espécie de regresso ao passado e vão ver que não se arrependem.

Apontamentos que nos fazem chorar:

Café

Consta que muito do café moido que se compra está adulterado. Tem aditivos como trigo, cevada e outros sobre os quais nem quero falar...

Chá

Raramente é puro. E esqueçam aqueles pseudo chás de maçã e canela. Isso não é chá, menos ainda uma infusão. É uma invenção... Chá (camellia sinensis) é a planta que resulta na infusão e a infusão pode ser feita a partir de diferentes plantas. O chá tem quatro grupos principais (e muitas variações) que dependem do grau de oxidação da folha da planta (branco, verde, oolong e preto). O resto, não sei. Mas não será chá. E cuidado com o que compram. Escolham sacos com folhas pois será menor a probabilidade de comprarem gato por lebre, que é como quem diz, chá com uma grande mistura de folhas e outras misturas para o fazer durar mais. Há também quem afirme que os pesticidas usados nas plantas se libertam com a água a ferver, sendo potencialmente cancerígenos. Por isso, folhas secas de hortelã ou erva cidreira não fazem mal a ninguém! 


Azeite extra virgem

Mesmo quando marcado como puro, o azeite extra virgem é muitas vezes desprovido de muitos nutrientes e diluído com óleo de amendoim ou soja, que são mais baratos. Nice, não é?


Queijo parmesão

Nos E.U.A. um estudo recente do FDA mostrou que o queijo encontrado nas lojas é muitas vezes cortado com outros queijos mais baratos. Estranho? Tudo para fazer render...

Sumos de fruta

De fruta, normalmente, só o nome. Em vários casos, sumos bastante caros são misturados com outros mais baratos (como maçã, por exemplo) para diminuir os custos de produção. Também levam bastante açúcar e conservantes para os estabilizar e garantir o sabor. Por isso convém verificar os componentes. Ou fazer sumos de fruta. Da verdadeira, porque a fruta não nasce em pacotes.

Não tenho muita paciência para receitas porque estou sempre a inventar, mas aqui ficam algumas sugestões. Todas sem filtro. São o que são.

 

IMG_1908.JPG

Snack

Grão. Queijo feta. Bagas Goji. Amendoim.

Perfeito para comer em frente à televisão...

Salada

Quinoa. Espinafres. Queijo Mozzarella. Framboesas. Caju crú (torrado em casa)

Salada

Mix de folhas. Queijo Mozzarella. Abacate. Beterraba. Cogumelos frescos. Amendoim. Mirtilos.

Bráz 

de alho francês (receita nos folhetos Celeiro) com esparguete integral

Batatas

assadas no forno e creme de abacate (abacate moído com cebola picada, queijo mascarpone, alho e tamari)

Choc

Parece chocolate! Cacau crú com papaia e morangos

BodyBoard

BodyBoard

why yoga?

why yoga?