olá.

bem vindos ao urbanista, um magazine de estilo que assume opiniões sobre temas da vida urbana.

Quero. Posso. Como!

Quero. Posso. Como!

Muitas pessoas não sabem exactamente o que comer antes ou depois de praticar exercício.

Como em tudo, depende de cada um de nós, das nossas características físicas, dos objectivos da prática e do dispêndio de energia que vamos ter. Uma coisa é certa: hidratação e hidratos de carbono para começar; re-hidratação, reposição de minerais e proteína para terminar.

Quantidade e qualidade variam e importam bastante. O açúcar é inútil porque fornece energia imediata, não duradoura e pouco contribui para a correcta função muscular. Eu opto sempre por fruta (tem açúcar) e cereais complexos, ou seja, nada de farinhas refinadas que se transformam em açúcar mal entram na corrente sanguínea. Isto é, um pão branco, mesmo que sem recheio (supostamente para não engordar...) serve muito pouco para o intuito de comermos bem ou para fornecer energia para o treino. Gorduras e fritos também não aconselho e sei, por experiência própria que produtos lácteos (leite, iogurtes...) podem provocar refluxo. E não há pior do que fazer uma abdominais com aquele azedo a subir e descer, certo?!...

Dependendo da intensidade do treino, água será suficiente para manter os níveis de hidratação, glicogénio e açúcar. Caso seja necessário, as bebidas isotónicas podem ser uma solução. Evito porque para fazerem, de facto, falta, o trabalho tem de ser contínuo e bastante intenso. Não é o caso numa aula de ginásio de 45 minutos a uma hora. Também ser analisadas cuidadosamente porque algumas têm muito açúcar ou conservantes. Pela minha experiência, é preferível água de côco, a melhor bebida isotónica (natural) que conheço ou, simplesmente água. Se fazem questão, adicionem gotas de limão, folhas de hortelã ou frutos vermelhos e deixem-se daquelas mezinhas (supostamente) milagrosas que se auto-proclamam ventre liso e cenas do género...

Quando terminamos, há que repor a energia, mesmo que estejamos a tentar emagrecer. A perca de peso não é consequência directa do exercício, por isso, não comer não é solução. O segredo é recorrer aos vegetais e proteína para repor os fluídos e garantir os níveis de energia. E voltar no dia seguinte porque, mesmo com dor, é da continuação que resultam os... resultados!

#cleaneating

#cleaneating

Um smoothie por dia...

Um smoothie por dia...