Ser mulher é ser agente de mudança. As mulheres vão mudar o mundo.

 O mundo, como o conhecemos, está a implodir e nós continuamos preocupados com a superficialidade do dia-a-dia, as pequenas ofensas e as grandes conquistas. A nossa vida. Sabemos, contudo, que o mundo está em turbulência e quase nos obrigamos a estar gratos por aquilo que temos, porque sabemos que outros não têm, mas ficamos só mais um minuto no duche porque sabe mesmo bem.

IMG_4972.JPG

A Venezuela e Moçambique são os mais recentes exemplos do tumulto que nos assalta porque, em breve, quer o problema da economia e da sociedade, quer o problema das intempéries exageradamente exageradas vão estar aqui, junto à nós, impedindo os tais dois minutos a mais no duche. Já pensou nisso?

Publicado no Sapo24 [LER]