O urbanista, as coisas maravilhosas e uma vida mais outdoor...

O mundo está cheio de pessoas, coisas e ideias maravilhosas. Ter decido focar a minha atenção nas pequenas maravilhas que me rodeiam foi uma excelente decisão, em parte, culpa do primeiro entrevistado desta nova vida do urbanista - antes “apenas” como podcast, agora como programa de rádio e podcast - o Ivo Canelas e da forma magnetizante como me fez pensar em todas as maravilhosas.

Escolher pessoas que mudam de vida sem olhar para trás ou pessoas com uma história inspiradora nunca foi novidade e, depois do urbanista, outros podcasts surgiram com uma abordagem semelhante. A verdade é que, de forma inconsciente, procurava pessoas que me inspirassem, para obter respostas para uma necessidade de mudança que cresceu dentro de mim a ponto de se tornar quase insuportável.

Foi então que abracei a ideia de que não temos de mudar de vida mas sim, de mudar a forma como vivemos a nossa vida. Mudei, gradualmente, aspectos sobre os quais nunca havia reflectido e que tinham grande impacto nos meus níveis de stress, satisfação pessoal e profissional, bem como no meu bem estar e da minha família.

Na verdade, estava a tentar ajudar os outros quando, na verdade, quem precisava de ajuda era eu. Mesmo estando a mudar as tais coisas pequeninas e que, juntas, são coisas enormes, havia mais a fazer. Toda a inspiração que aparentemente transbordava - que dizem que ainda transbordo - era, na verdade, uma tentativa, por vezes falhada, de me auto-motivar e inspirar. Uma mentira repetida muitas vezes torna-se verdade e a realidade é esta: depois destas pequenas mudanças, terão de vir as grandes mudanças, para as quais temo não estar preparada. Nunca estamos...

A vida encarrega-se sempre de nos apresentar as pessoas certas no momento exacto e não, nada acontece por acaso. Não terá sido acaso a decisão de fazer um podcast com entrevistas que me permitiu ampliar horizontes e conhecer pessoas novas todas as semanas, da mesma forma que não terá sido coincidência o monólogo “todas as coisas maravilhosas” ter estreado na semana de lançamento do urbanista na NiTfm.

O Ivo não sabe, mas estou-lhe grato e, mais ainda, a quem me permitiu fazer esta primeira entrevista. A ideia de coisas maravilhosas colou-se a mim de tal forma que segui esse caminho, passando a fazer os convites com o coração, independentemente da razão, escolhendo pessoas ou coisas em função do que estas me transmitem. Talvez por isso, encontrei, nas últimas semanas, pessoas incríveis as quais, com uma palavra ou uma frase, produzem um impacto enorme que também me empurra para essa mudança ou confirma que é este o caminho. Sei que outras pessoas maravilhosas estão por aí e quero muito descobri-las.

Foi o que aconteceu com o entrevistado desta semana: não só tem o mesmo nome de um grande amigo, como o seu projecto pessoal tem o nome da minha praia preferida de sempre (e de todas as que conheço, o Guincho), mas também se dedica a reinventar uma peça de lixo indiferenciado: os fatos de surf. Maravilhoso!

Conheçam o João Lourenço e a Guincho Outdoor, uma empresa que é também um projecto de vida que pretende ter impacto social e deixar o mundo um lugar melhor. Maravilhoso ♡