Comer pelo prazer, chorar porque comemos. A montanha russa de emoções que a comida nos dá

Novamente, tudo começa assim, sem esforço, com a naturalidade mais natural que se possa imaginar. Conhecemo-nos no instagram e percebi imediatamente que tínhamos algo em comum: denunciava-nos o boné americano, pouco usual entre as mulheres como acessório statement, mas que define parte da nossa personalidade. Isso e a alimentação saudável. Não precisámos de mais para perceber que poderíamos juntar esforços, ideias e receitas. Temos ambas a abordagem keep it simple à vida e à alimentação. Mais para quê?

A Filipa é açoreana e vive na Noroega. Eu sou lisboeta com espírito escandinavo. Ela dá no ferro e levanta pesos, eu dedico-me à leveza de corpo e mente que o yoga nos dá. Ela é chef e health coach, eu tenho apenas ideias para comer bem sem ter muito trabalho. Por isso, juntámos as nossas vozes e ideias neste episódio do urbanista na NiTfm no qual partilhamos as nossas experiências, cruzamos opiniões e aproveitamos para falar sobre esse segredo bem guardado: a forma como as emoções dominam a nossa relação com os alimentos, as razões que nos levam a comer sem parar ou o que nos faz sentir parte do #team batatas fritas ou do #team chocolate e doces... tudo neste episódio com a Filipa Semião!