The many looks... of love

Um artigo inspirado no amor moderno, publicado no Briefing. Para ler aqui.

De apaixonados a escrutinados, num simples swipe. Só posso concluir que a paixão já não é o que era. Ou será ainda, o que sempre foi, com novas ferramentas para quem se quer apaixonar e outras tantas para os apaixonados? Opto pela segunda opção. Não creio que o amor tenha acabado.